No dia D e na hora H, o bolsonarismo sofreu um revés discursivo

Bolsonarismo (laranja) no Dia D na hora H: apenas 5% dos usuários que mencionaram a vacina nas últimas 24 horas. Surra histórica.

Imagem

Em tempo: a surra também é histórica no Facebook, terreno fértil para a desconfiança e teorias conspiratórias: 86% dos usuários comemoram a aprovação da vacina.

A evolução do debate na última semana atropelou toda e qualquer tentativa bolsonarista de pautar o debate. Só ressaltando: Bolsonaro não estava mudo ontem. Ele estava, na verdade, ainda se “defendendo” do colapso da saúde pública no Amazonas.

O grafo é formado por centenas de milhares de usuários, cada um deles representado por um ponto. As ‘manchas pretas’ são esses usuários unidos, quase sempre ao redor de algum ator central.