Quem foi o ator central nas eleições da Câmara?

As eleição da Câmara: marcada nas redes pela rejeição aos candidatos. Ainda assim, o alvo foi Rodrigo Maia, que conseguiu a proeza de ser atacado por ambos os polos do debate: bolsonarismo (rosa) e anti-bolsonarismo (verde). O lavajatismo (laranja) – não de hoje – tenta se posicionar.

A questão da ‘rejeição aos candidatos’ é importante. No início tímido, o apoio dos bolsonaristas ao candidato Arthur Lira só ganhou fôlego quando a oposição passou a apoiar Baleia Rossi. A partir daqui o apoio ao candidato Lira foi justificado como “contra a esquerda”.

O agora ex-presidente da Câmara conseguiu desagradar o dois polos, e isso não é pouca coisa. Ele conseguiu isso com o MESMO tema, ao ventilar algo que desagradou inicialmente bolsonaristas e que, após recuar, desagradou os anti-bolsonaristas.

Resumindo: durante todo o pleito nenhuma das candidaturas foi enaltecida, com forte atuação bolsonarista em atacar Baleia Rossi “amparado” pela justificativa do “antipetismo”. Rodrigo Maia, o mais citado, foi quem mais sofreu durante o período.