Bolsonaro, nos EUA, só queria sair da defensiva

Anúncios

Bolsonaro sabe que um debate sobre o discurso na ONU é muito mais restrito do que debates sobre os escândalos recentes de seu governo ou a deterioração da economia brasileira. Por isso ele foi para os EUA para tentar sair da defensiva. E conseguiu.

Debater a “pizza em NY” é muito melhor para o bolsonarismo do que cobaias humanas da Prevent Senior. Ele sabe que debater se ele “vacinou ou não” é melhor do que corrupção na compra das vacinas. Assim, se Bolsonaro não amplia sua base com esse discurso, ele sabe que ao menos a-) mantém sua base coesa e; b-) muda o debate para uma pauta que dificilmente extrapola a polarização nas redes sociais.

Anúncios

No grafo, o antibolsonarismo reuniu pouco mais de 78% dos atores, enquanto o bolsonarismo reuniu quase 22% dos atores. Aqui vale destacar: me parece que o objetivo do bolsonarismo sempre foi MUDAR a pauta e não dominar o debate.