#ForçaCOVID: o desprezo pela vida de Bolsonaro é exclusividade da esquerda?

Ontem o #ForçaCOVID dominou por um bom tempo o Twitter. Muitos ‘analistas’ saíram correndo para cravar que os usuários seriam ‘iguais o Bolsonaro só que com selinho de antifa’. Bom, não poderiam estar mais errados. (+).

Imagem

O maior cluster (laranja) teve 47,93% dos usuários. Nele estão @analuiiizsa, @gl4u_, @leonardokkkj, @vingxdorxs e outros que você provavelmente não conhece – bem como os analistas que prontamente saíram correndo para colocar bolsonaristas/antibolsonaristas no “mesmo balaio”. Erraram.

O ódio ao Bolsonaro não é exclusividade da esquerda, do petismo, do lavajatismo ou de qualquer outro movimento político. O ódio a indiferença mostrada por Bolsonaro enquanto dezenas de brasileiros morrem já é de domínio público.

Integrantes de um setor da imprensa que se recusam a fazer qualquer tipo de auto-crítica ainda tentam equiparar antibolsonaristas e bolsonaristas. Não conseguirão. Nesse momento, o desprezo pela vida de Bolsonaro é proporcional ao desprezo de Bolsonaro pela vida dos brasileiros.